Em Pernambuco, o mais mesquinho dos egoísmos é como o governo tem tratado mal a questão ambiental e descuidado da qualidade de vida de sua população, pois não protege a natureza e nem respeita as pessoas. Aqui impera o racismo ambiental.

O crédito público associado às isenções e aos incentivos fiscais e financeiros são armas poderosas que poderiam ser usadas para induzir um novo tipo de comportamento, exigindo integral e verdadeira responsabilidade social das empresas que viessem a se instalar no Estado. Quase a metade do crédito, todo de longo prazo e módicos juros, vem de bancos públicos muitas vezes avalizados pelo governo estadual. Logo, se o governo quisesse, outra forma de desenvolvimento (humano e social) seria possível: bastava induzir boas práticas através de sua força econômica, mudando os incentivos.

Ao invés disso, o governo estadual é o maior promotor de conflitos socioambientais, como nas remoções forçadas dos moradores para as obras da Copa, provocando também degradação ambiental. Merece também destaque a violência praticada pela empresa pública Suape contra os moradores nativos do território abrangido pelo Complexo Industrial Portuário de Suape (CIPS), e o desmatamento local de Mata Atlântica, manguezais e restingas. Somente para citar dois exemplos.

Os primeiros quatro anos de gestão do ex-governador, agora candidato presidencial, foi uma verdadeira catástrofe ambiental, se caracterizando como um governo autoritário, com promessas ilusórias, sem dialogo com os setores da população (quem participou dos seminários do Todos por Pernambuco sabe bem como funcionou), desconsiderando completamente as argumentações daqueles que ousaram apontar as mazelas que estavam ocorrendo em função do crescimento econômico desordenado e predatório, particularmente com relação ao território do CIPS. O autoritarismo aliado à completa falta de dialogo distanciou a gestão estadual dos movimentos sociais.

Foram inúmeras medidas desastrosas adotadas em nome do crescimento econômico, obedecendo a uma mentalidade que tem base na visão ultrapassada do “crescimento a qualquer preço”, ignorando a dimensão sócio-ambiental. O mais lamentável foi o Projeto de Lei Ordinária no 1496/2010 (17 de março) enviado pelo executivo a Assembléia Legislativa (Alepe) referente à maior supressão de mata nativa já ocorrida em Pernambuco (e talvez no Nordeste). Inicialmente previa desmatar cerca de 1.076 hectares (equivalentes a 1.000 campos de futebol) de vegetação nativa em áreas de preservação permanente para obras de ampliação do CIPS. Após pressão e indignação popular este montante foi reduzido para 691 ha (508 de mangue, 166 de restinga e 17 de Mata Atlântica). 

A aprovação ocorreu mesmo com o parecer contrário da Comissão de Meio Ambiente da Alepe, que já questionava a supressão dos 88,7 ha de mangue e restingas entre 2007 e 2008, cujas compensações ambientais não haviam sido cumpridas pela empresa Suape, que por sucessivos anos desdenhou do Ministério Público, assinando Termos de Ajustes de Condutas (TAC´s) que não foram respeitados.
Outro empreendimento, em nome de um crescimento econômico a cada dia mais questionado, que resultou na agressão ao que ainda resta da vegetação da Mata Atlântica (somente 3,5%), foi à implantação e pavimentação do contorno rodoviário do município do Cabo de Santo Agostinho, a chamada “Via Expressa”. Dos 11,8 ha suprimidos, 2,6 ha estão localizados em áreas de preservação permanente. 

Outra decisão também equivocada na área ambiental, que mostra claramente a inequívoco desprezo pelo meio ambiente e pelas pessoas, foi à opção por tornar Pernambuco um pólo de termoelétricas consumidoras de combustíveis fosseis (o vilão do aquecimento global). A tentativa de trazer para o Estado a maior (e a mais poluente) termelétrica a óleo combustível do mundo, anunciada pomposamente, em julho de 2012, como Suape III (1.450 MW), foi rechaçada pela sociedade pernambucana. Se tal construção fosse realizada, em pleno funcionamento iria despejar, segundo cálculos preliminares, em torno de 20 mil toneladas dias de gás carbônico (CO2). Todavia, a termoelétrica Suape II (320 MW), construída para ser acionada apenas em situações de emergência, funciona diariamente. Ainda na área energética/ambiental, merece destaque o interesse do governador, agora presidenciável, pela vinda da usina nuclear, anunciada inicialmente para o município de Itacuruba, a 512 km de Recife, no sertão, às margens do Rio São Francisco. Com uma biografia dessas na área ambiental, no seu segundo mandato o ex-governador tentou colorir de verde o seu governo. Para isso cooptou seu ex-adversário, candidato do PV a governador, oferecendo-lhe a recém-criada Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Algumas ações foram possíveis, utilizando a figura pública do ex-secretario, que atuou e militou, até então, nas causas ambientais. Com o apoio intensivo da propaganda e do marketing político foi divulgado alguns projetos nesta área. Foram criadas reservas de proteção permanente “de papel”, foi lançado o projeto Suape Sustentável (que até agora não disse para que veio), dentre algumas medidas de caráter midiático. Além disso, foram abertas algumas portas para a projeção a nível nacional e internacional da figura do governador como amigo da natureza, já que a Conferencia Rio+20 se aproximava e se tinha que fazer algo pela imagem do governo na área ambiental.

De 13 a 15 de abril de 2012, aconteceu no Recife uma reunião denominada “Pernambuco no Clima” com o patrocínio do Governo Estadual, da Prefeitura do Recife e da Companhia Hidroelétrica do Rio São Francisco (CHESF). Este evento, como anunciado pelos seus organizadores, foi uma reunião preparatória do Rio-Clima (The Rio Climate Challenge), que ocorreria paralelo a Conferencia Rio +20, no Rio de Janeiro. Nesta reunião, como atestou à relação de participantes, a sociedade civil organizada ficou de fora. Marcaram presença entidades e personalidades com fortes vínculos com o governo nas três esferas, além de personalidades e cientistas nacionais e internacionais que contribuíram para avalizar o aspecto técnico do referido encontro.

Para tornar Pernambuco uma das sedes dos jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, não foram medidos esforços no comprometimento financeiro do Estado e na tomada de medidas socioambientais injustas. Segundo a Secretaria Geral da Presidência da República 1.830 desapropriações ocorreram, sendo 1.538 residências e 292 imóveis comerciais, terrenos, para as obras ligadas a Copa do Mundo de 2014. A truculência das expulsões e as irrisórias indenizações caracterizaram este triste e inesquecível episodio imposto pelo governo do Estado. Somente a construção da Arena Pernambuco e da Cidade da Copa resultou no desmatamento de uma área considerável do fragmento da Mata Atlântica no município de São Lourenço da Mata, situado a 20 km de Recife. O projeto previsto da Cidade da Copa (não executado) abrangeu uma área de 239 ha para construção de todos os equipamentos (prédios residenciais e um hospital). A Arena, única construção existente no local, ocupou cerca de 40 ha desse total. 

Hoje a situação não mudou. O que era já planejado na época se concretizou com o lançamento do ex-governador como candidato a presidente. A ex-senadora e ex-ministra do meio ambiente do presidente Lula foi incorporada na chapa que disputará as eleições de outubro próximo. Algo de um pragmatismo exemplar na política brasileira diante das diferenças abismais entre os pensamentos e as ações de ambos em suas respectivas vidas públicas. Mas a politicagem brasileira sempre nos reserva surpresas.

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade segue não mãos do partido Verde. E este tem demonstrado o quanto é utilizado, dirigindo uma secretaria de quinto escalão. Problemas ambientais gravíssimos existem em todas as regiões do Estado, e a SEMAS segue o seu caminho.
Apesar das recentes promessas, que não são poucas, a chapa da “nova política” , como se denominam seus integrantes, não é confiável na área ambiental. Mais recentemente demonstrou total desrespeito a inteligência alheia, quando no dia mundial do meio ambiente (5 de junho) a população foi convocada, pelo agora defensor da natureza, o ex-governador pernambucano, a se manifestar através das redes sociais contra o “retrocesso ambiental” do governo federal. A convocação tinha sentido, mas não tinha quem a convocou.
Heitor Scalambrini Costa
Professor da Universidade Federal de Pernambuco





Estão abertas as inscrições para o 14º Festival de Teatro de Limoeiro. Os interessados podem se inscrever até o dia 19 de setembro de 2014.

O festival tem por objetivo, oportunizar e incentivar as artes cênicas na cidade de Limoeiro e região através das Escolas, Grupos, Companhias de Teatro, Instituições de caráter Sociocultural, integrando desta forma toda a comunidade escolar na busca de promover um melhor desempenho na qualidade de vida. Além de incentivar a formação de novas plateias, fortalecendo o intercâmbio entre estudantes e artistas de vários municípios de Pernambuco, revelando assim novos talentos, valorizando as artes cênicas e incentivando as manifestações culturais.

O FESTEL é um dos grandes eventos culturais consolidados do interior de Pernambuco, sendo considerado o segundo maior festival de teatro da região, reunindo em um só palco não só as produções estudantis, mas também produções de companhias e grupos profissionais. 

Para participar da 14º edição do FESTEL, além da ficha de inscrição devidamente preenchida, são necessários,Duas cópias do Texto, Release do espetáculo, Sinopse do espetáculo, Proposta do Diretor, Currículo artístico do Diretor, DVD do espetáculo (em plano aberto, sem cortes), Comprovação de Matrícula do aluno, Comprovante de atividades do funcionário e 05 Fotos do espetáculo.

Nas categorias Adultas e para infância e Juventude da Mostra Competitiva Estudantil serão concedidos prêmios em troféus sendo eles: Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Ator-coadjuvante, Melhor Atriz-coadjuvante, Melhor Cenário, Melhor Figurino, Melhor Maquiagem, Melhor Sonoplastia, Melhor Iluminação, Especial do Júri, Revelação para Infância e Juventude e Revelação Adulta. Aos espetáculos que forem selecionados ou convidados para participar da Mostra Nacional Paralela, será entregue troféu de participação. 

As inscrições podem ser feitas via correio, ou entregas pessoalmente no seguinte endereço: SECRETARIA DE CULTURA E JUVENTUDE DE LIMOEIRO - PRAÇA DA BANDEIRA S/N – CENTRO – LIMOEIRO – PERNAMBUCO – CEP: 55700-000 – “14º FESTEL – FESTIVAL DE TEATRO DE LIMOEIRO”, no período de 25 de Julho a 19 de Setembro de 2014.
O Regulamento e a Ficha de Inscrição estão disponível no endereço www.festellionarte.blogspot.com , outras informações podem ser obtidas através do e-mail lionarte@gmail.com


Candidato participou, nesse domingo, do almoço em comemoração ao Dia dos Panificadores

Representantes da indústria de panificação ouviram, nesse domingo (27), uma boa notícia, vinda do candidato da Frente Popular ao Governo, Paulo Câmara (PSB). O socialista anunciou que implantará como governador uma antiga demanda do setor. "Assumo hoje com vocês o compromisso de instalar a primeira escola técnica de panificação de Pernambuco. Isso não impedirá, no entanto, que as outras escolas técnicas não especializadas  e serão 40 delas a partir de 2015  também ofereçam capacitação dentro da atividade. Isso trará mais mão de obra qualificada para a produção, melhorando o serviço, gerando emprego e renda", explicou o postulante.

O socialista participou do almoço em comemoração ao Dia dos Panificadores, promovido pela Epão, que reúne a Associação dos Industriais de Panificação de Pernambuco (AIPP), do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria de Pernambuco (Sindipão) e da Cooperativa dos Industriais de Panificação, Confeitaria e Produtos Similares (Coopancosi). No evento, Paulo também informou a publicação do decreto do governador João Lyra Neto (PSB) que estabelece uma nova sistemática fiscal para o setor, elaborada quando o candidato ainda era secretário da Fazenda.
"A sistemática não atendia mais ao perfil da panificação atual, hoje, muito mais diversificado do que era antes. Construímos essa proposta junto com os empresários, sempre dialogando, e chegamos a um denominador comum, que atendia tanto aos interesses do Estado, quanto das panificadoras. Quando saímos da secretaria, em abril, deixamos uma proposta pronta e o governador teve sensibilidade de editar o decreto na semana passada", lembrou Câmara.
O presidente da AIPP e da Coopancosi, José Cosme, afirmou que a categoria apoia a candidatura de Paulo Câmara como uma consequência lógica do que foi feito pelo Governo em benefício do setor nos últimos sete anos e meio. Ele citou a inclusão do pão na merenda escolar de toda a rede estadual de ensino como um exemplo dessa parceria. "A panificação em Pernambuco tem um compromisso muito forte com o Governo Eduardo Campos (PSB), que nos apoiou desde o primeiro dia de seu mandato. Entendemos que Paulo representa a continuidade desse trabalho e dessa parceria", explicou o dirigente.
Paulo Câmara, por sua vez, garantiu que as ações vão continuar em seu Governo. "Vamos ampliar essa parceria. A inclusão do pão na merenda, por exemplo, será ampliada com a expansão das escolas de tempo integral, às quais terão acesso todos os alunos que quiserem se matricular", exemplificou o socialista.
"Conhecemos Paulo como secretário e ele sempre demonstrou ser um técnico extremamente eficiente e firme, porém com muita sensibilidade. Ele prova que um técnico, um secretário de Estado, não precisa ser arrogante. Sempre nos recebeu com atenção e empenho, e eu passei a admirá-lo", contou o presidente do Sindipão, Paulo Pereira.
Existem hoje em Pernambuco cerca de 4 mil estabelecimentos, que geram aproximadamente 40 mil empregos diretos e 120 mil indiretos. Apenas para o fornecimento para as merendas da rede estadual de educação, são produzidos atualmente 7 milhões de pães por mês.
Crédito: Aluísio Moreira.


Socialista começou a agenda de campanha no município, acompanhado de João Lyra e Fernando Bezerra Coelho

O sábado começou cedo para a Frente Popular em Petrolina. Pouco antes das 8h a chapa majoritária chegou à feira da Cohab Massangano, uma das mais populares de toda a região do São Francisco. Os candidatos a governador, Paulo Câmara (PSB), e ao Senado, Fernando Bezerra Coelho (PSB), receberam muitas manifestações de apoio e confiança de clientes e feirantes. O governador João Lyra Neto (PSB) também participou da caminhada.
"Para mim está sendo muito bom todo este processo de reconhecimento da população. Estamos percorrendo todo o estado apresentando as nossas propostas. Vamos continuar fazendo assim, que essa é a nossa maneira de fazer política", destacou Paulo Câmara, que já visitou quase 150 cidades de todas as regiões.
Prefeito de Petrolina por três vezes, o candidato ao Senado, Fernando Bezerra Coelho, destacou a importância desta eleição para os pernambucanos. “Crescemos mais que o Nordeste e mais que o Brasil. Pernambuco hoje bate recordes em geração de empregos e conseguimos atrair grandes investimentos. Não podemos agora dar um passo atrás. Precisamos continuar avançando, seguindo em frente”.
O governador João Lyra Neto afirmou que pretende reservar os finais de semana para participar dos eventos da campanha. "Os compromissos são muitos, mas sempre que possível farei questão de estar ao lado de Paulo, Raul e Fernando. Trabalhamos muito para que Pernambuco vivesse este momento e agora temos o compromisso de fazer mais."
A professora Marinalda Borges aproveitou para declarar seu voto. “Eu apoio este governo, de Eduardo Campos e João Lyra, que tem feito muito para Pernambuco avançar. Vou votar em Paulo e em Fernando, para que tenhamos a continuidade deste projeto. Nosso estado não pode parar”, afirmou.
OBS: O crédito do fotógrafo consta no nome da foto.


Na tarde deste domingo(27), no José Vareda, a equipe do Centro Limoeirense recebeu o time do Belo Jardim pela terceira rodada da série A2 do Pernambucano.Em uma partida sem grandes emoções e ambas as equipe mostrando um futebol de baixo nível, o resultado não poderia ser outro a não ser o 0X0.

Centro Limoeirense e Belo Jardim ainda continuam invictas no seu grupo cada uma com cinco pontos, o próximo desafio do time Centrista será na quarta-feira (30) contra a mesma equipe que empatou jogando em casa o jogo será na cidade de Belo Jardim. 


Socialista cumpre agenda de campanha na cidade. À noite, ele estará no Festival de Inverno
A coerência política pavimentou, nesta sexta-feira (26), o anúncio de importantes apoios à caminhada de Paulo Câmara (PSB) rumo ao Palácio do Campo das Princesas. Em Garanhuns (Agreste), cidade governada por um dos principais aliados do seu adversário, o socialista e o seu companheiro de chapa, Fernando Bezerra Coelho (PSB/Senado), foram recebidos pela vice-prefeita do município, Rosa Quidute (PT), e seu marido, o ex-prefeito Bartolomeu Quidute, que declaram alinhamento à Frente Popular.

Durante sua passagem pelo município, Paulo Câmara e Fernando Bezerra Coelho também visitaram os ex-prefeito Luiz Carlos (PDT) e Ivo Amaral (PMDB). Assim como a vice-prefeita e seu marido, os dois também estão com Paulo. O palanque do socialista no município conta com três ex-prefeitos e a atual vice, além de outras lideranças e candidatos proporcionais.
Paulo Câmara se comprometeu a honrar os apoios com muito trabalho por Garanhuns e por Pernambuco. "Tenham a certeza de que farei tudo o que for possível para que o município siga avançando na saúde, educação e segurança. Receber apoios como esses são estimulantes para continuarmos fortes e vencermos a eleição", afirmou Paulo Câmara.

Os Quidute são historicamente ligados ao grupo que possui Pelópidas Silveira, Miguel Arraes e Eduardo Campos como referências. "É uma questão de coerência. Sempre estivemos desse lado e não podia ser diferente agora. Estamos declarando a nossa posição, o nosso apoio", anunciou Rosa Quidute, completando: "Acreditamos que Pernambuco vai seguir no caminho certo com Paulo Câmara".

Bartolomeu Quidute recordou que a Frente Popular sempre foi muito bem representada no município, que reconhece o empenho e a dedicação dos gestores que representaram o grupo no Palácio das Princesas. "Sempre contamos com esse retorno. Garanhuns teve a sua importância reconhecida", lembrou.

Fernando Bezerra Coelho frisou que a coerência demonstrada pelos Quidute é uma marca importante que precisa ser resgatada na política. "É importante vermos posições como essa. Pessoas que tem comprometimento e lado se mantendo alinhadas pelo projeto", afirmou.

​Crédito: Wagner Ramos
borboremaUma discussão no interior de um coletivo da empresa de viação Borborema, que fazia a linha Recife/Cumaru, terminou com uma pessoa morta e uma outra ferida, na noite desta sexta-feira(25), na Rodovia Estadual PE-90, em Carpina,na Mata Norte do Estado. Os acusados da violência foram o motorista do coletivo, identificado por Gicélio Manoel da Silva, e o cobrador Anderson Ferreira da Silva.

Os passageiros atingidos por golpes de faca peixeira,ambos moradores do município de Carpina, ainda foram socorridos à Unidade Mista Francisco Chateaubriand, no mesmo município,onde os serventes de pedreiro José Jacuaim Souza Medeiros dos Santos, de 32 anos de idade, já deu entrada sem vida,enquanto Edvando da Silva Soares,de 43 anos de idade,seguiu para Restauração,após receber os primeiros socorros.

“A discussão começou dentro do ônibus, quando se deslocava pela PE-90, município de Lagoa do Carro, o motorista discutiu com um condutor de outro veículo, não identificado, e foi ameaçado, onde o condutor do veículo mostrou uma arma de fogo e direcionou-a ao motorista do ônibus. O motorista do ônibus então acelerou , onde devido a velocidade passou em algumas lombadas muito rápido, assustando os passageiros, foi quando as vitimas passaram a discutir com o motorista e o cobrador do ônibus, em seguida, já na cidade de Carpina, o ônibus parou e o motorista armado com uma faca correu atrás das vitimas, alcançando-as e golpeou as mesmas, em seguida se evadiu do local”,relatou o passageiro Edmilson Gomes da Silva.

Após o ato criminoso,o motorista e o cobrador seguiram no coletico para a garagem da Borborema, onde deixaram o veículo. PMs, sob o comando do Ten. PM Suassuna, comandante da 1ª CPM,em Carpina, seguiram para a garagem da empresa,onde encontraram o coletivo nº de ordem 807(Cumaru/Recife), mas os acusados já tinham deixado a garagem.O corpo de José Jacuaim Medeiros dos Santos foi encaminhado ao IML, em Recife´. 

Com Informações do Giro Mata Norte.

Associação dos Blogueiros do Estado de Pernambuco - AblogPE deu nesta sexta-feira (25) um passo importante em sua história. Fundada como a primeira Associação do Brasil que defende a categoria, a AblogPE inaugurou sua Sede na capital pernambucana com a presença de produtores de mídias digitais de diversas regiões. Fundada em 2011,  na cidade de Limoeiro,  Agreste pernambucano,  a AblogPE provocou debates em diversas cidades com a realização de encontros e a participação em seminários nacionais, como por exemplo, o 4º Encontro Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais, ocorrido em São Paulo no mês de Maio.

Na oportunidade, foi apresentada a minuta do projeto de lei de iniciativa da entidade, destinando percentual das verbas publicitárias dos Poderes Públicos de Pernambuco para os Produtores de Conteúdo das Mídias Digitais. “A inauguração do escritório vem sendo projetada há algum tempo, mas a localização era o que devia ser estrategicamente pensado. Representar os blogueiros na capital seria um ponto de referência para a prestação dos serviços como apoio técnico e jurídico”, disse Lissandro Nascimento, presidente.

Com mais de 400 associados, a estimativa é chegar aos mil até o próximo ano.  
Uma das principais vertentes levantadas pelo AblogPE é o reconhecimento da categoria como profissão e estimular melhorias técnicas em portais na web. O cadastro como associado é simples e gratuito, podendo ser feito através do link: ablogpe.com O escritório fica situado no Edifício São Cristóvão, Rua da Aurora nº 295, Sala 917 (9º Andar), Centro do Recife.


Justiça Eleitoral rechaça tentativa de tirar material das ruas

Por unanimidade, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) decidiu, na tarde desta quinta-feira (24), pela manutenção da propaganda de rua, a exemplo de cavaletes e bandeiras, da Frente Popular na Região Metropolitana do Recife (RMR).  Os desembargadores entenderam que a coligação respeita os limites estabelecidos pela legislação, rechaçando quatro questionamentos impetrados pelos adversários de Paulo Câmara (PSB) em sua caminhada rumo ao Palácio do Campo das Princesas.

Os membros do pleno do TRE-PE avaliaram, através da análise de fotografias que registraram a disposição das peças, que a Frente Popular prezou pela mobilidade da população do Grande Recife. Os cavaletes e bandeiras da campanha de Paulo Câmara foram colocados em calçadas de praças ou em gramados que margeiam canais, como na avenida Agamenon Magalhães, sem atrapalhar o trânsito de pedestres.  

“A decisão da Justiça Eleitoral deixou claro que a campanha da Frente Popular exerce o seu direito de divulgar Paulo Câmara com o devido respeito ao cidadão. As peças não atrapalham a mobilidade, não cabendo qualquer tipo de restrição”, explicou o coordenador jurídico da Frente Popular, Carlos Neves Filho.

O advogado ressaltou que a posição do TRE-PE reafirma o direito conquistado pela sociedade de se expressar livremente, sobretudo no debate eleitoral. “Brigamos tanto para poder ir às ruas e, agora, querer impedir a livre expressão, a chegada da campanha às pessoas é uma tentativa que se assemelha à época da ditadura militar”, ponderou Carlos Neves Filho.

TEMPO DE TV -  Nesta quinta-feira, o TRE-PE também definiu o tempo que cada coligação terá direito durante a exibição do programa eleitoral de rádio e televisão, a partir de 19 de agosto.  Candidato ao Governo do Estado pela maior frente partidária da história de Pernambuco, com 21 legendas, o socialista Paulo Câmara contará com quase o dobro da soma de seus adversários, com 10 minutos e 26 segundos.

O senador Armando Monteiro Neto (PTB) ficou com quatro minutos e 57 segundos; José Gomes (PSOL), com um minuto e 16 segundos; Jair Pedro (PSTU), Pantaleão (PCO) e Miguel Anacleto (PCB), com um minuto e seis segundos cada um.


A Prefeitura Municipal de Limoeiro segue trabalhando para melhorar a vida das pessoas. E agora, é a vez da Rua Péricles da Silva, mais conhecida como Subida de Marta, no bairro de Santa Luzia, receber a pavimentação. Desde a última segunda-feira (21), as obras já se iniciaram no logradouro.
Os moradores da rua receberam com muita alegria mais essa ação da Prefeitura. Para a moradora Maria Aparecida, essa obra já era esperada há tempos pelos moradores da localidade. “Foram muitos anos de espera, sofrendo na lama, na poeira. Mas finalmente, chegou nossa tão esperada melhoria. Essa obra vai ajudar muito nossa vida”, destacou.




O município de Carpina, localizado na Zona da Mata Norte de Pernambuco, foi contemplado na manhã de hoje (23) com o primeiro Centro de Atendimento a Criança e ao Adolescente – CCA I. O objetivo da Ação que contou com investimento de ordem superior a R$ 100 mil é o atendimento da criança e do adolescente, em situação de risco pessoal e social, com acompanhamento psicossocial na faixa etária de 07 a 17 anos, bem como a seus familiares.

A Prefeitura de Carpina, por meio de sua Secretaria de Assistência Social firmou com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos parceria para execução de ações socioeducativas e socioassistenciais na modalidade de Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos com foco na redução do trabalho infantil e outras violações de direitos para erradicar a permanência desse público nas ruas.

Segundo Bernardo D'Almeida, secretário da SEDSDH o espaço servirá para atender uma parcela da população que se encontra em situação de abandono. “Sempre prestamos serviços socioassistenciais e socioeducativos para as pessoas que possuem seus diretos violados. No CCA a criança e o adolescente que chega ao espaço participará de atividades que irão levá-los a um novo convívio social, principalmente no que diz respeito ao convívio familiar”, destacou.

Já o prefeito do município, Carlos Vicente de Arruda (Carlinhos do Moinho) destacou que o CCA de Carpina, vai atender 60 crianças e adolescentes, com um trabalho voltado para o desenvolvimento desse público de acordo com a faixa etária proposta, preservando as habilidades e potencialidades de cada um. O Centro possui atividades esportivas; inclusão digital; cultural, além de trabalhar a elevação da escolaridade com os jovens.

Estiveram presentes na solenidade, além da secretária executiva de Desenvolvimento e Assistência Social, Ana Célia Farias, a gerente de Proteção Social de Alta Complexidade, Áquila Melo, coordenadores e técnicos da SEDSDH, secretários municipais, vereadores, representantes da sociedade civil e do conselho tutelar.

Fonte:Magno Martins 
Foto Ilustrativa

"O professor é o indivíduo vocacionado a tirar outro indivíduo das trevas da ignorância, da escuridão, para as luzes do conhecimento, dignificando-o como pessoa que pensa e existe".
 
As palavras acima são do juiz de Direito Eliezer Siqueira de Sousa Junior, da 1ª vara Cível e Criminal de Tobias Barreto/SE, ao julgar improcedente a ação de aluno em face de professor que tomou seu celular em sala de aula.

De acordo com os autos, o docente retirou o aparelho do aluno, que ouvia música com fones de ouvido durante sua aula. O menor, representado por sua mãe, ajuizou ação para pleitear dano moral, para reparar seu "sentimento de impotência, revolta, além de um enorme desgaste físico e emocional".

Ao analisar o caso, o juiz Eliezer solidarizou-se com a situação dos professores.
"Ensinar era um sacerdócio e uma recompensa. Hoje, parece um carma".
Afirmou, então, que o aluno descumpriu norma do Conselho Municipal de Educação, que veda a utilização de celular durante o horário de aula, além de desobedecer, reiteradamente, o comando do professor.

Para o magistrado, não houve abalo moral, uma vez que o aluno não utiliza o aparelho para trabalhar, estudar ou qualquer outra atividade.
"Julgar procedente esta demanda é desferir uma bofetada na reserva moral e educacional deste país, privilegiando a alienação e a contra educação, as novelas, os realitys shows, a ostentação, o bullying intelectivo, o ócio improdutivo, enfim, toda a massa intelectivamente improdutiva que vem assolando os lares do país, fazendo às vezes de educadores, ensinando falsos valores e implodindo a educação brasileira".
 
Por fim, o juiz prestou uma homenagens aos docentes.
"No país que virou as costas para a Educação e que faz apologia ao hedonismo inconsequente, através de tantos expedientes alienantes, reverencio o verdadeiro herói nacional, que enfrenta todas as intempéries para exercer seu múnus com altivez de caráter e senso sacerdotal: o Professor."
Processo: 201385001520
Juiz nega dano moral a aluno que teve celular tomado em sala de aula

NOTA À IMPRENSA


A matéria publicada hoje (23/07), pelo jornal Folha de São Paulo, ao citar o meu nome, sugere, irresponsavelmente, a associação da minha imagem a uma suposta ação criminosa. Em função da matéria publicada por esse jornal, baseada em denúncia formulada por um parlamentar pernambucano, sinto-me obrigado a me posicionar em defesa da minha honra e credibilidade, o maior patrimônio que construí ao longo da minha vida. É importante destacar, que o deputado José Augusto Maia, que serviu como fonte da reportagem, responde a duas ações criminais por fraude em licitação e formação de quadrilha, e foi condenado, pela justiça pernambucana, em abril deste ano, por improbidade administrativa, tendo os seus direitos políticos suspensos pelo prazo de três anos, além da condenação e dos processos em andamento no Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco.

Importante também ressaltar a relação histórica de amizade e apoio de José Augusto Maia ao nosso adversário direto, o ex-empresário Armando Monteiro Neto, que desde as primeiras horas do dia da publicação da matéria tenta tirar proveito eleitoral do assunto. O que me parece mais grave é a tentativa caluniosa de me descredibilizar. Sou servidor público há 22 anos, com uma trajetória séria e reconhecida. Nunca, em nenhum momento, fui vítima de qualquer ação que questionasse os princípios que levo, de casa, à vida pública: honestidade, correção, respeito, senso de justiça. Daí a minha mais profunda indignação diante deste episódio. Será que, pela condição de candidato ao governo, devo ser exposto publicamente por conta da má fé de elementos como o referido senhor? Atitudes assim envergonham a atividade política e, pior, buscam arrastar para os espaços nebulosos, onde atua um “ficha-suja”, pessoas que estão na vida pública apenas com o intuito de exercer sua vocação e atender a uma convocação. Figuras como José Augusto Maia devem ser banidas da política, como já foi determinado pela justiça.

Portanto, em meu nome, da minha família e de todos aqueles a quem represento, nesta caminhada, como cidadão e homem público, anuncio que estou tomando todas as medidas judiciais cabíveis contra José Augusto Maia e todos os envolvidos nesta nefasta e inadmissível atitude. Mais do que uma retaliação, do mais baixo nível, como se poderia esperar, pelo seu autor, fui vítima de um golpe que me obriga a reagir, imediatamente, e com força proporcional – não necessariamente à repercussão, mas à intenção.

Tenho uma missão a cumprir e assim será. Estou convencido de que o ocorrido servirá apenas para nos fortalecer nesta luta, contra adversários desleais. Manteremos o rumo e, apesar da indignação, não perderemos a serenidade. Pernambuco conta comigo. E estou cada vez mais firme na decisão, coletiva, de vencer com trabalho e respeito.

Assessoria de Imprensa do PSB


Um veículo conduzido por uma aluna de uma Auto-escola invadiu a área interna da Academia das Cidades no Mutirão de Baixo em Limoeiro ultrapassando as pistas externa e interna de cooper, destruindo a cerca de proteção, bancos e lixeiras. Não houve vítimas no acidente que por sorte ocorreu em horário de menor fluxo de pessoas na academia.
Esse é o segundo incidente envolvendo veículo utilizado para treinamento de condutores ocorrido neste ano em Limoeiro, o que volta a tona a discussão de que esse tipo de atividade deveria ser em uma área isolada e de propriedade de cada Auto-Escola e não em área pública e de expressivo tráfego de pedestres como nos dois casos.
 
Fonte: Blog Show de Noticias 


Após um empate fora de casa  contra a equipe do Timbaúba na estria da Série A2 do Pernambuco a equipe do Centro Limoirense conseguiu sua primeira vitória na competição, em uma noite com muita chuva o time do  Centro recebeu no  Estádio José Vareda  em Limoeiro a equipe do Sete de Setembro pela segunda rodada da segunda divisão do pernambucano.

Uma partida bastante truncada pois ambas as equipes buscaram a vitória a todo custo, uma vez que o Centro empatou na estreia e o Sete de Setembro perdeu. Só no final da segunda etapa em uma cobrança de falta perfeita do Jr. Recife fez a alegria da torcida centrista e assim o Centro conquistou a primeira vitória na competição 1x 0 . A próxima partida do Centro será no domingo (27) no José Vareda contra a equipe do Belo Jardim. 



Morreu no Recife, nesta quarta-feira (23), o escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, aos 87 anos. Ele estava internado desde a noite de segunda (21) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, onde foi submetido a uma cirurgia na mesma noite após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico. Segundo boletim médico, o escritor faleceu às 17h15. "O paciente teve uma parada cardíaca provocada pela hipertensão intracraniana". A família ainda não informou os detalhes do funeral.



Seguindo a decisão do seu partido, a tucana afirmou que a candidatura do socialista é a melhor opção para Pernambuco
 
A deputada estadual Terezinha Nunes (PSDB) encontrou-se nesta terça-feira (22) com o candidato da Frente Popular de Pernambuco ao Governo, Paulo Câmara (PSB), para declarar seu apoio, acompanhando a decisão de seu partido. A tucana afirmou não ter dúvidas de que o socialista é o mais qualificado para assumir o comando do Estado. "Estou convencida de que Paulo Câmara representa a renovação na política. As vozes na rua têm pedido mudanças não apenas dos métodos mas das pessoas que comandam as esferas de poder. É alguém que realizou, nas missões que assumiu no Governo, um trabalho profícuo e objetivo. Além do mais, as manifestações espontâneas têm mostrado que o povo quer ser ouvido, quer participar, e Paulo é uma pessoa aberta ao diálogo", explicou.

O socialista afirmou que o apoio da legisladora foi recebido com muita alegria por ele e seus companheiros de chapa: Raul Henry (PMDB), que disputa a vice, e Fernando Bezerra Coelho (PSB), para o Senado. "Terezinha Nunes sempre uma deputada atuante, que mesmo na oposição sempre contribuiu para a discussão política no Estado. Além disso, as sugestões que ela traz para o nosso Programa de Governo vêm ao encontro de muitas das nossas ideias para Pernambuco, e serão incorporadas por nós", comemorou o candidato, que apontou na chegada da tucana mais uma mostra do sentimento de unidade que reuniu em torno da Frente Popular a maior aliança partidária já vista no Estado.

Entre os pontos que Terezinha trouxe para contribuir com o programa da Frente Popular, nas reuniões que antecederam o anúncio, estão a universalização do acesso às escolas de tempo integral e a construção de um hospital especificamente voltado para o atendimento aos idosos (a tucana é presidente da Frente Parlamentar de Defesa e Proteção da Pessoa Idosa da Assembleia Legislativa). Paulo já havia assumido o compromisso de garantir vagas naqueles estabelecimentos de ensino a todos os alunos que queiram se matricular e de construir o Hospital do Idoso, no Recife.

Representante da Igreja Católica no Legislativo Estadual, a deputada também pediu a Paulo o estreitamento da relação do Governo com a instituição religiosa. "O excesso de laicismo no Brasil impede que se mantenham melhores relações com as igrejas e formar parcerias em ações importantes, como o auxílio aos dependentes químicos", explicou. Outro ponto apresentado por Terezinha foi o empenho para a regulamentação do Código Estadual de Proteção aos Animais, lei de sua autoria que já foi aprovada pela Assembleia e sancionada. O candidato garantiu que, se não houver tempo hábil para que a matéria seja regulamentada este ano, esta será uma de suas primeiras atitudes como governador.

A deputada disse não haver contradição entre a postura de oposição que manteve na Assembleia até o ano passado e seu engajamento de Paulo Câmara. "Estive durante sete anos na oposição porque foi essa a missão que os eleitores me atribuíram nas urnas, em 2006 e 2010, e eu cumpri essa obrigação. Nós entendemos que, agora, Pernambuco está partindo para um novo ciclo. Já apoiamos o atual governador João Lyra Neto (PSB). Não termos dificuldade em estar com Paulo Câmara", garantiu.

Terezinha Nunes está no seu segundo mandato como deputada estadual e disputará a reeleição. Antes de chegar ao Legislativo Estadual, ela ocupou duas secretarias (Imprensa e Desenvolvimento Urbano), no Governo do hoje senador Jarbas Vasconcelos (PMDB). Jornalista por formação, antes de ingressar na vida pública, ela passou por alguns dos principais órgãos de comunicação do País, como a Revista Veja, Jornal O Globo, Jornal do Brasil e Jornal do Commercio.

​Foto: Wagner Ramos

Privacidad


Candidato reuniu segmento nesta segunda com o objetivo de colher sugestões para seu programa de governo

O compromisso com a implementação de políticas públicas para as mulheres, uma marca dos governos da Frente Popular, foi reafirmado, nesta segunda-feira (21), pelo candidato Paulo Câmara (PSB). Durante reunião com representantes de entidades de defesa dos direitos das mulheres, o socialista se comprometeu a fazer de Pernambuco um Estado de excelência no tema.

"Vamos construir a melhor política para as mulheres do Brasil", cravou Paulo Câmara, sendo aplaudido pelas cerca de 300 mulheres presentes no evento. O encontro iniciou o processo de discussão das diretrizes que nortearão o programa de governo do socialista para a área.

Paulo Câmara frisou que os pontos que serão definidos como prioridades pelas mulheres e inseridos no programa de governo serão todos implementados, a partir de 2015, pelo Governo do Estado. "Vou ser o governador que vai cumprir todos os compridos assumidos a partir desse encontro", assegurou.

Durante essa caminhada rumo ao Palácio do Campo das Princesas, Paulo Câmara já anunciou políticas integradas que vão beneficiar as mulheres, a exemplo dos Hospitais da Mulher que serão construídos no Sertão pernambucano, em Serra Talhada e em Petrolina.

A criação da Secretaria da Mulher foi uma das inovações implementadas pelo ex-governador Eduardo Campos, já no seu primeiro governo, em 2007. Com a estrutura estabelecida, várias políticas para as mulheres avançaram no Estado, como a redução dos crimes contra o gênero e a introdução de uma assistência à saúde mais humanizada


Heitor Scalambrini Costa
Professor da Universidade Federal de Pernambuco

Neste início de 2º semestre, o cenário do setor elétrico deixa claro, mais uma vez, os numerosos erros cometidos nos últimos anos, e que foram potencializados, apontando para uma urgente e indispensável transformação na estrutura de organização, de gestão e de planejamento do setor.

A tímida reforma ocorrida em 2004 não trouxe a pretendida resposta ao racionamento de 2001. Logo, o que se verifica atualmente tem a ver com o que não foi realizado no primeiro governo do presidente Lula: uma mudança no modelo mercantilista da geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. De lá para cá, vivenciamos um setor estratégico do país com vários remendos.

Do lado da expansão, as opções se concentraram nos questionáveis mega-projetos hidroelétricos na região Amazônica; na ampliação do parque de usinas termoelétricas a combustíveis fósseis, caras e poluentes; e na reativação do programa nuclear brasileiro, com a construção de Angra 3 e da proposta de mais 4 usinas, mesmo frente ao amplo repúdio popular.

Como consequência dos equívocos, erros e mesmo incompetência técnica e gerencial, as tarifas estão estratosféricas e a qualidade dos serviços pífia. Mesmo a prometida redução de 20% nas tarifas de energia elétrica, através da estratégia armada pelo Ministério de Minas e Energia com a promulgação da MP 579/12 (convertida na Lei no 12.783, de 11 de janeiro de 2013), não terá praticamente qualquer efeito até o final deste ano.  Os aumentos médios nas contas de energia aos consumidores residenciais em 2014 devem ficar entre 16% e 17%, visto os aumentos já concedidos no 1º semestre; o que praticamente anula a redução do ano passado. E em 2015, de acordo com previsões de consultorias do ramo, será pior: o reajuste ficará entre 21% e 25%.

Aliada a tarifas caras constata-se a flagrante deterioração na qualidade e riscos no abastecimento de energia elétrica.

Com o modelo hidro-térmico adotado, a dependência do comportamento hidrológico, cada vez mais influenciado pelas mudanças climáticas, tem sido utilizada como justificativa para o acionamento das usinas térmicas. Agora não mais em caráter emergencial, e sim permanente. E, como a energia gerada por tais usinas é bem mais cara que a hidroeletricidade, os custos são repassados ao consumidor e pagos em suas contas de luz. Além de embutidos em impostos para todos os contribuintes.

O custo do acionamento continuado das caríssimas termelétricas de reserva, desde 18/10/12, que chega a suprir cerca de 12,5% da carga total, chegará à estratosférica soma de R$ 50 bilhões no corrente ano (R$ 2,3 bilhões mensais), segundo estimativas preliminares. Esse cálculo considerou um custo médio de R$ 420/MWh. Agora, é só fazer a conta. Se o problema persistir por mais 12 meses, os custos chegarão a R$ 78 bilhões. E quem pagará a conta? Os mesmos, claro: nós, consumidores e contribuintes.

No aspecto ambiental, são catastróficas as opções adotadas pelo governo federal, que excluiu do processo decisório as organizações sociais, especialistas independentes e consumidores. O setor de energia no país, outrora lembrado por sua produção com baixa emissão de carbono, tem elevado substancialmente as emissões de gases de efeito estufa. Dados do Observatório do Clima revelam que o segmento foi responsável pela emissão de 436,7 milhões de toneladas de CO2 em 2012, aumento de 30% em relação as 335,7 milhões de toneladas emitidas em 2006.

O setor elétrico precisa de urgentes mudanças estruturais. Lamentavelmente, os candidatos presidenciais dos grandes partidos não nos oferecem qualquer perspectiva da necessária transformação. Além do anunciado “realinhamento das tarifas”, qual o plano, senhores?